Internet

Tecnologia sem mistério

O título desta postagem vem sendo usado como slogan do CESADE há mais de dez anos e reflete nossa missão de ajudar os leigos a perceber que a internet é mais simples do que podem imaginar, desde que as informações sejam disponibilizadas para eles. Essa postura não é bem vista pelos webdesigners amadores que, por medo de perderem sua importância diante de seus clientes, fazem de tudo para manter um cenário assustador, para apavorar seus contratantes, a fim de que se mantenham distantes dos – supostamente – complexos códigos de programação necessários à construção do produto final – os sites ou blogs.

Na verdade, está cada vez mais fácil trabalhar com a internet (referimo-nos à construção de sites e blogs) graças às ferramentas e acessórios gratuitos que surgem todos os dias, fruto do trabalho de analistas e programadores do mundo inteiro, que também se valem de linguagens gratuitas – de código aberto – para criar essas contribuições. A internet é, sem dúvida, o ambiente mais democrático que existe, e não deve ser tratada como cenário de um filme de Indiana Jones, com buracos negros cheios de perigos e teias pegajosas. A menos que nos lembremos de que isso é apenas maquiagem.

Dependendo da plataforma usada, é possível encontrar rotinas prontas para fazer o que você precisa, e nem é preciso entender profundamente de linguagens de programação, basta ser curioso e ter paciência para ler um pouco.

Um exemplo disso é o bloco que aparece junto à imagem acima. Ele é feito por uma rotina (plugin) compatível com WordPress (plataforma utilizada para a construção deste blog). São vários arquivos ocupando uma pasta que dá nome ao plugin. Você envia a pasta para um diretório específico no servidor onde está hospedado o blog e o ativa; depois, configura o plugin seguindo as instruções, preenchendo campos de um formulário. Veja outro exemplo de aplicação:

[help]Se você não sabe o que é diretório, servidor, plataforma e outros termos que aparecem nesta postagem, consulte o CESADE.[/help]

Isso é feito usando-se algumas tags no corpo da postagem, no início e no fim da anotação que deve ser colocada no bloco.

No caso do plugin usado aqui – WP-Note –, há cinco diferentes tipos de blocos: nota, atenção, importante, dica e ajuda. Todos são mostrados nesta postagem. A cada um deles é associada uma imagem e uma cor própria. Tudo automático, você não precisa codificar nada.

[warning]É necessário conhecimento básico das linguagens PHP e HTML e facilidade para ler em Inglês. Noções de JavaScript ajudam muito. Sem isso você vai se sentir completamente perdido.[/warning]

Este, porém, é apenas um exemplo entre milhares de plugins que podem ser usados conforme sua necessidade. Mas, é preciso deixar claro que isso apenas diminui o trabalho “técnico” de escrever códigos, não faz milagres.

Afastando a névoa

O Blogger – plataforma do Google para criação de blogs – não quis ficar atrás e criou também um enorme número de facilidades, inclusive modelos para blogs dinâmicos, super interessantes. Como no WordPress, o Blogger oferece vários plugins e gadgets para enriquecer os blogs, mesmo que sejam feitos por pessoas sem experiência alguma em programação, e até com mais flexibilidade que seu principal concorrente. É possível definir cor e tamanho das fontes, planos de fundo, cor dos links, apresentação das imagens (com ou sem bordas, por exemplo), largura das colunas e muito mais. O resultado é profissional.

Em ambas as plataformas a quantidade de templates é enorme. Há os gratuitos e os pagos, com preços que variam de acordo com a sofisticação e funcionalidades.

[note]Templates = modelos prontos ou semi-prontos para construção do seu blog.[/note]

Devido às contribuições de milhares de profissionais, o WordPress oferece modelos pré-montados para sites de e-commerce, relacionamento, comunidades, sites colaborativos (intranet) e outros. Os melhores, evidentemente, são cobrados, porém, seus preços são, na maioria das vezes, bem acessíveis e compensam facilmente os preços cobrados pelos webdesigners.

[tip]”Sobrinho” é a designação dada pelos verdadeiros profissionais aos jovens, parentes ou filhos de conhecidos, que dizem entender tudo de internet.[/tip] [important]Muitas empresas oferecem modelos gratuitos do Blogger, WordPress e outras plataformas, e cobram o preço do desenvolvimento completo do produto. O CESADE também oferece esses modelos, entretanto, não se vale da falta de conhecimento de seus clientes para explorá-los. Fique atento![/important]

Artigos relacionados

Leia também

Close
Close
%d blogueiros gostam disto: