Comportamento

Este site para surdos

Apesar da curiosidade e de conhecer pessoas habilitadas para conversar com os surdos através de sinais, esta competência nunca foi uma de minhas preocupações, pelo menos até pouco tempo atrás. Entretanto, alguns fatos recentes fizeram crescer em mim o desejo de aprender a Linguagem Brasileira de Sinais, conhecida como Libras.

Minha esposa trabalha na Caixa e foi convocada para participar de um curso de Libras, patrocinado por aquela entidade. Embora ela já tivesse passado por essa experiência, há muito tempo, já não se lembrava mais de muitas coisas.

Sua primeira reação foi de desânimo, pois o curso seria ministrado na Capital, e, como todos sabemos, andar por São Paulo não é um desafio fácil. Porém, com a alternativa do metrô, e levando em conta o horário do curso, não haveria de ser tão difícil.

Já no primeiro dia, ela voltou encantada com tudo que viu, especialmente com uma moça chamada Michele, surda, que teria importância fundamental ao longo de toda a semana.

micheleMichele é casada e tem dois filhos. Ainda não sabe se o bebê herdou o problema dos pais e da irmã mais velha, pois isso só se definirá após os seis meses de idade, mas já se notam sinais de que ele será diferente, pois aparentemente reage aos sons. Em sua casa todos dominam Libras e conseguem se expressar por voz, mas a comunicação familiar é essencialmente silenciosa.

O curso não é fácil, há muita informação para ser assimilada em pouco tempo, e, sendo uma linguagem gestual e praticamente desconhecida para todos os participantes, exige muita dedicação, o que inclui a prática repetitiva em casa. E foi isso que me envolveu. Por algumas horas, participei da “lição de casa” necessária como preparação para a prova de conclusão do primeiro estágio do curso, e gostei.

Sexta-feira

Coincidentemente, na sexta-feira, enquanto minha esposa era submetida à avaliação de aproveitamento, eu seguia viagem para o interior, e vi, na estação Tietê do metrô de São Paulo, uma moça surda comunicando-se com um pequeno grupo que a acompanhava. Tive vontade de participar, mas não sabia como. Meu conhecimento ainda é muito superficial para tanto. Poderia, no máximo, dizer “oi” e perguntar o nome dela, mas dificilmente conseguiria compreendê-lo, pois não acompanharia a velocidade de sua mão ao soletrá-lo.

Domingo

Quando retornei da viagem, me apresentaram a um aplicativo que traduz textos digitados e gravados para a linguagem de sinais. Achei super interessante e imediatamente instalei-o em meu celular. E descobri que ele pode fazer bem mais, pode traduzir um site inteiro! Trata-se do Hand Talk (assista ao vídeo).

O Hand Talk pode ser instalado em qualquer site; requer apenas a inclusão de um pequeno script e a inscrição do responsável pelo site em um dos planos oferecidos, inclusive o gratuito, que dá direito a 500 traduções mensais. O funcionamento é super simples.

icone-libras

Clique no ícone (como da imagem ao lado) que aparece à direita da tela. Ele se alternará, mostrando outro ícone com uma mão em fundo de cor laranja, exibindo a inscrição “Acessível em Libras”. Clique nele. Uma pequena janela se abrirá com o tradutor. A partir daí, quando você posicionar o mouse sobre um texto, serão sublinhadas as sentenças (o cursor se transforma em duas mãozinhas) e, ao clicar sobre a sentença salientada, o tradutor se incumbirá do resto.

Atenção: Esta funcionalidade foi removida porque, lamentavelmente, o aplicativo passou a ser cobrado, perdendo, assim, o intuito de ajudar.

O que poucos sabem é que essa facilidade se tornou obrigatória por força da Lei nº 10.436 e Decreto nº 186, que determinam a obrigatoriedade de empresas públicas e privadas em oferecer acessibilidade em Libras, inclusive na internet.

O recurso no seu computador

Para ser utilizado, o tradutor para Libras requer a instalação de um pequeno programa gratuito, o Unity Web Player, disponível em Português. Basta baixá-lo e instalá-lo, o que também é muito simples. Mas, se você precisar de ajuda para fazer isso, envie-me uma mensagem.

E, por favor, se conhecer alguma pessoa surda, convide-a para visitar este blog e testar a ferramenta de tradução.

Tags

Artigos relacionados

Leia também

Close
Close
%d blogueiros gostam disto: